Ministro Blairo Maggi viaja para resgatar imagem da carne

09/05/2017

A relação entre o Brasil e os países importadores de carnes está praticamente resolvida, após o cenário conturbado deixado pela Operação Carne Fraca da Polícia Federal, realizada em março. Mas a imagem do produto brasileiro acabou sendo prejudicada em algumas regiões, e falta ainda uma ação de convencimento dos consumidores desses países importadores de que a carne brasileira é boa. A avaliação é do ministro da Agricultura Blairo Maggi, que deverá visitar vários países com esse intuito a partir do fim desta semana. Os países que ainda estão com as portas fechadas para o produto brasileiro representam pouco das exportações nacionais de proteínas, afirma Blairo. Um dos executivos do setor de carnes diz que essa ação é necessária. A população dos países importadores de proteínas brasileiras recebeu uma carga muito exagerada de informações negativas sobre a qualidade do produto nacional, afirma.

EXPORTAÇÕES - Os números de exportações de carnes da primeira semana deste mês mostram um avanço no volume vendido. A maior recuperação fica com a carne bovina, a que tinha perdido mais. Os números da Secex (Secretaria de Comércio Exterior) indicam que as vendas externas de carne bovina deste início de mês superam em 19% as de abril. Já as exportações de carne suína subiram 8%, enquanto as de frango, que tiveram pouca redução nas semanas anteriores, se mantiveram. Os preços de negociações continuam favoráveis ao Brasil. Neste mês, se mantiveram no mesmo patamar dos de abril, mas superam os de maio de 2016. A maior evolução fica para a carne suína, que está sendo negociada a um valor 32% superior ao de 2016. Já as carnes bovina e de frango subiram 6% e 13%, respectivamente, aponta a Secex.

Fonte: Folha de São Paulo